Uma Paróquia
Uma Comunidade

Situada no coração do setor Nova Suiça, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida e Santa Edwiges recebe todos os anos milhares de peregrinos e fieis. Suas trinta e uma pastorais, grupos e movimentos trabalham para semear a Boa Nova de Jesus na comunidade.

Expediente

(62) 3259-8374 // (62) 3259-9693

Whatsapp: (62) 98410-0165

Rua C-252 Qd 589 Lt 12 

Setor Nova Suiça CEP 74280-160

Goiânia - Goiás

E-mail: paroquiasantaedwiges16.pascom@gmail.com

Conecte-se
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2020 por LB Comunicação e Marketing

05 de Fevereiro - 4ª Semana do Tempo Comum / Cor Litúrgica: Vermelho

Liturgia do Dia: 2Sm 24,2.9-17 / Salmo 31 / Mc 6,1-6

Santo do dia: Santa Águeda

Comentário:

Esta é uma virgem sábia, do número das prudentes, que foi ao encontro de Cristo com sua lâmpada acesa.

Reunidos na casa do Senhor, celebremos santa Águeda, jovem formosa e inteligente que, vivendo na Itália no século 3º, preferiu abraçar o martírio a renegar a fé em Jesus Cristo. Seu exemplo nos leve a dar a vida pelo evangelho e a defender, com palavras e ações, a fé que professamos.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – Naquele tempo, 1Jesus foi a Nazaré, sua terra, e seus discípulos o acompanharam. 2Quando chegou o sábado, começou a ensinar na sinagoga. Muitos que o escutavam ficavam admirados e diziam: “De onde recebeu ele tudo isso? Como conseguiu tanta sabedoria? E esses grandes milagres que são realizados por suas mãos? 3Este homem não é o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, de Joset, de Judas e de Simão? Suas irmãs não moram aqui conosco?” E ficaram escandalizados por causa dele. 4Jesus lhes dizia: “Um profeta só não é estimado em sua pátria, entre seus parentes e familiares”. 5E ali não pôde fazer milagre algum. Apenas curou alguns doentes, impondo-lhes as mãos. 6E admirou-se com a falta de fé deles. Jesus percorria os povoados das redondezas, ensinando. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Acompanhado de seus discípulos, Jesus vai a Nazaré, “sua terra”. Como de costume, ele ensina na sinagoga deles. Muitos ouvintes reagem com admiração: “Que sabedoria é essa que lhe foi dada?”. Mas logo a assembleia passa ao desprezo, tanto que Jesus extravasa seu lamento: “Um profeta só é desprezado em sua terra, entre seus parentes, e em sua casa”. Encontra, portanto, ambiente hostil, terreno infértil, corações endurecidos. Aqueles nazarenos perderam a ocasião de usufruir um pouco mais da presença do Mestre da verdade, o libertador dos oprimidos, a luz da vida. Então, impressionado com a falta de fé deles, Jesus os deixou apegados às velhas ideias e convicções, sufocados sob as pesadas estruturas sociais, enquanto ele “percorria os vilarejos vizinhos, ensinando”.

(Dia a dia com o Evangelho 2020 - Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp (dias de semana) Pe. Nilo Luza, ssp (domingos e solenidades))

Fonte: https://www.paulus.com.br/portal/